Postagens

Mostrando postagens de 2017

Série Rumores Vol.1 - O Leão de Aeris e o Diadema Vermelho (2 ª Edição)

Imagem
Quando eu penso em livros é exatamente assim que eles se parecem: a porta de uma armadilha capaz de levar o leitor às profundezas de outro mundo ao mesmo tempo em que o impossibilita de deixar completamente aquele lugar. Quando concluímos a leitura de um livro e continuamos pensando no mesmo, em sua ambientação e mistérios ou até debruçando-nos sobre as sensações que estes nos deixaram, angustiados, aliviados, assombrados com os seus eventos ou inspirados por suas ideias, este fez mais que registrar narrativas e diálogos... Capturou o leitor e imprimiu-lhe uma marca. O Leão de Aeris e o Diadema Vermelho é o primeiro Conto de uma série que visa fazer exatamente isso; levar o leitor para um mundo em que o mágico, o fantástico, o aterrorizante, o incompreensível e o comum entrelaçam-se com o espírito do leitor. Não há ali um herói e nem mesmo um vilão reconhecível, a não ser aquele vilão que espreita silenciosamente no nosso interior, esperando para nos arrastar para as nossas fantásticas

"O IFRIT" em 1001 caracteres

Imagem
Como um demônio que brota no ermo; uma ventania fantasmagórica rompe a quietude escaldante em um mar de areia, ergue-se como um gênio recém liberto de sua prisão por algum incauto viajante que; vislumbrado por uma urna encantada, a abre em busca de tesouros fabulosos.   Mas não há tesouros, apenas um Ifrit; de temperamento infernal e hálito escaldante, na forma de uma tempestade que segue, veloz e furiosa. Ela avança por centenas de quilômetros acompanhada por relâmpagos e trovoadas, sufocando rebanhos de cabras, evaporando riachos e lagos nos oásis por onde passa, escavando terrenos baixos e fazendo brotar ali novas nascentes. As pequenas criaturas escavam túneis, onde buscam abrigar-se deste Ifrit voraz que caminha como uma grande muralha de detritos; uma nuvem de sedimentos que lança às sombras aquilo que encontra pela frente.   Apenas quem conta com a sabedoria dos povos acostumados aos espíritos do deserto; e seu temperamento, sabem como sobreviver à sua ira.   Esta é a Tempestade
Minha foto
Éder S.P.V. Gonçalves
Oz, São Paulo, Brazil
Em uma cabana na montanha vive um monstro. A criatura selvagem é um ficcionista perigoso; escreve poema, romance e também conto. Em tom sério (e às vezes também com humor) fala sobre fantasia, mistério e terror. Mil hobbys ele tem; até desenvolvedor de jogos, podcaster e programador. De vez em quando se veste de humano e anda por cidades cinzentas só para saber como é viver em um cenário de horror. Este é um perigoso Ideário, pois é o caderno de anotações de um monstro polimático.