Postagens

Mostrando postagens de março, 2022

Crônicas de um Autor Independente: Novas capas, avanço no Podcast, muita animação e um ombro dolorido

Imagem
Agora são 18:10. O outono começou há uma semana; trazendo consigo um pouco de frio que, no entanto, evaporou ao longo de sua primeira semana. Hoje o calor reina absoluto e o sol castiga aqueles que não podem fugir de seus raios fustigantes. Há também muitas nuvens no céu e como é outono, não dá para saber como o clima estará até o final do dia. A última semana foi muito produtiva. Claro que em algum momento precisarei ir mais de vagar; dormir mais cedo e me recompor. No momento, porém, estou seguindo o fluxo. Eu havia dito que não pretendia mudar a capa de " Os Demônios de Ergatan " e " O Leão de Aeris " tão cedo. Mas acabei mudando, para minha própria surpresa. Não foi nada planejado. A coisa apenas aconteceu. Quando vi, minhas brincadeiras com imagens e fontes acabou tomando forma e eu pensei "não posso desperdiçar uma ideia tão boa". Os livros físicos ainda permanecem com as mesmas capas (até mesmo por respeito àqueles que já compraram a edição física d

Crônicas de um Autor Independente: Eu tenho bancado um pouco o Dr. Frankenstein ao ressuscitar meu antigo Podcast

Imagem
Agora são 18:19. Embora o verão esteja já quase tocando o outono, o dia foi quente e abafado, com um céu azul salpicado de nuvens aqui e acolá. O crepúsculo segue a mesma tendência do dia e promete uma noite confortavelmente quente. Como os assuntos estão acumulados, terei que me limitar a um resumo das duas últimas semanas (um resumo cheio de omissões e simplificações). Estes últimos dias foram caóticos, ferozes e atribulados. Meus olhos estão ardendo de cansaço e o meu sono anda atrasado. Voltei a me exercitar na última semana; não canso de frisar sempre que surge a oportunidade: exercícios físicos são muito importantes para escritores. Haruki Murakami (escritor japonês muito popular dentro e fora do Japão) dedica um capítulo sobre este tema da atividade física na vida de escritores em seu livro "Romancista como vocação ", o qual recomendo (é um excelente livro, até mesmo para quem não tem a escrita como vocação, profissão ou passa-tempo). Fiquei sem me exercitar por 1 mês

A escrita vibrante de Robert Ervin Howard em Conan, o Bárbaro

Imagem
Já faz um tempo que adquire a edição da editora Pipoca e Nanquim das histórias de "Conan, o Bárbaro" , mas apenas recentemente terminei a leitura dos três tomos. Para ser mais exato, deve ter duas semanas que concluí a leitura do terceiro tomo, com o conto "Pregos Vermelhos" . Ainda não li os extras dessa edição; o que pretendo fazer com calma.  Pretendo ler todos os três livros novamente, é claro, pois Robert E. Howard tornou-se mais um dos autores que eu adotei como referência e estudo para melhorar minha própria escrita. O que eu posso dizer sobre a forma como Howard escreve? Se eu tivesse que resumir a escrita de Howard a uma única palavra, eu escolheria "vibrante" , pois seus textos "vibram" com energia e vigor. Felizmente eu não preciso me limitar a única palavra e com isso posso dizer um pouco mais sobre o que eu acho do estilo literário do criador do Bárbaro mais famoso do mundo geek . Ele tem um texto vivo e visceral, que rapidamente

Crônicas de um Autor Independente: ouvindo músicas do Yu Yu Hakusho

Imagem
Agora são 18:40. Acabo de promover uma postagem no Instagram com um link para a próxima campanha promocional dos meus ebooks na Amazon. Espere um instante, vou trocar a trilha sonora para outra mais condizente com meu humor (agora está tocando a trilha do game The Medium por Akira Yamaoka , e está não é frequência que eu estou buscando). Acho que vou de músicas do Yu Yu Hakusho (cujos mp3 tenho salvos no meu celular). Onde eu estava? Ah, sim, na promoção dos meus ebooks. Particularmente não creio que ter baixado os preços deles na semana do consumidor da Amazon vá fazer muita diferença na divulgação: ao menos é o que a minha experiência diz. Mas, deixá-los gratuitos no dia 15 de março (próxima terça se não me falha a memória) fará, tenho certeza. Isto porque mesmo não ganhando nada com as vendas dos ebooks gratuitos, eles sobem no ranking de mais vendidos e aparecem para mais pessoas na loja (pelo menos é o que a Amazon diz). Ainda assim sinto que preciso pensar em outras formas de di

Crônicas de um Autor Independente: Promoção dia 15 de Março: “Dia do Consumidor”

Imagem
Esta é a Semana do Consumidor na Amazon e eu vim aqui hoje falar do próximo evento promocional (ideia que vou manter ao longo do ano para promover meus livros). Inclusive pretendo adicionar um calendário no blog com todas as datas. No mês passado (Fevereiro) foi no dia 7; um dia que escolhi ao acaso, em parte porque SETE é meu número da sorte e em parte porque eu queria testar uma data. Já neste mês de Março vou deixar meus livros (ebooks) com uma promoção especial no dia 15 (dia do consumidor) na Amazon e até lá eles estarão com o preço reduzido. São seis histórias ao todo, sendo três contos curtos e três histórias maiores (incluindo “Os Demônios de Ergatan” que, apesar de ser um conto, possui o tamanho de um romance com um pouco mais de 400 páginas). Os leitores Geek que gostam de fantasia e terror terão a oportunidade de conhecer minhas obras. Peço a todos que leiam, votem e deixem seus comentários e opiniões sinceras no site da Amazon (e aqui no meu Blog também). Assim eu aprendo c

Katana Zero

Imagem
Eu sempre vi nos jogos eletrônicos uma forma super válida de contar histórias e Katana Zero é uma verdadeira joia neste e em vários outros aspectos. Sua história enigmática e cativante nos faz querer mais. Talvez a minha única crítica ao roteiro desse jogo (se é que se pode chamar isso de crítica) é que ele acaba muito rápido e deixa parte da história em aberto. Claro que isso pode ser proposital, afinal isso abre espaço para um Katana Zero II ou até mesmo DLC’s de expansão. Além da história e do bom humor com que ela é contada ao longo das fases, esse jogo é uma obra de arte 2D inteiramente pixelada. É impressionante o esmero que foi empregado nesse jogo. Outro ponto forte é a trilha sonora (que em poucos meses entrou no meu top 5 de músicas mais ouvidas no meu perfil do Deezer). Em Katana Zero acompanharemos um samurai (Zero) que perdeu a memória em algum evento traumático de seu passado durante uma guerra (ao menos é o no que ele acredita) e que agora trabalha como assassino de alug

O Fantasma da Opera está em todos nós

Imagem
Sempre tive um fascínio muito grande pela música “O Fantasma da Ópera” e também muita curiosidade em ler a obra que deu origem a ópera que leva o mesmo nome. Desde de que ouvi pela primeira vez a música, ainda criança, fiquei marcado por esta melodia e pela intensa aura de mistério que ela emana. Ainda não satisfiz esta minha curiosidade (a de ler o livro: a obra original) e após os últimos dias vejo que é lamentável que eu ainda não o tenha feito.Certamente esta é uma meta de ano novo que eu preciso cumprir em 2022. Ler o livro e também assistir ao filme. Mas por qual motivo estou às voltas com este tema? Na verdade, como acontece volta e meia comigo, virei em alguma esquina nos labirintos da minha mente, tropecei em alguma pedra escorregadia e caí por um túnel e quando me dei conta eu já estava mergulhando cada vez mais neste tema: O que diz a letra dessa música? Qual é o real significado dessa história? Não passa de uma novela enfatizando um triangulo amoroso (tema que eu particular

A Rua dos Anhangás ganha nova capa

Imagem
Repostando a nova capa de A Rua dos Anhangás A Rua dos Anhangás ganha nova capa Publicado em 3 dez 2021 • Editar"A Rua dos Anhangás ganha nova capa" Já estamos em Dezembro e eu ainda não escrevi um post dedicado à nova capa de A Rua dos Anhangás; publicada em Novembro pelo Clube de Autores. Infelizmente eu não consigo terceirizar as atividades de apoio relacionadas à minha arte e por este motivo, nem sempre dou conta de comunicar todas as novidades com a velocidade que eu gostaria. Mas não estou assim tão atrasado: a nova capa ganhou vida no Clube de Autores em 28 de Novembro e ainda estamos em 7 de Dezembro. Eu achei que já era hora de dar uma nova versão impressa deste conto inspirado no antigo folclore indígena. O mito que dá suporte a esta narrativa de terror é a de Tau e Kerana (e os sete monstros) e pertence à mitologia Guarani (entre as tribos do território Paraguaio). Tau e Kerana Um resumo bastante simplista dest

Caravana Sombria

Imagem
  Se você gosta de histórias sobrenaturais (em seus vários subgêneros), saiba que este é um PodCast focado nesse tipo de narrativa ficcional. Ao seguir nossa Caravana, você terá uma experiência imersiva e arrepiante ouvindo histórias sombrias. Além da trilha sonora e sonoplastia escolhidas com capricho, a proposta principal desse show é trazer aquela experiência de ouvir histórias em torno de uma fogueira à noite (de preferência em uma floresta afastada da civilização). As primeiras temporadas de “Os Demônios de Ergatan” e “Arquivo Umbra: quotidiano sombrio” estão em processo de produção e publicação. Os podcasts combinam uma produção sonora elaborada e artística com questões temáticas que vão desde a pesquisa científica e jornalismo da vida real até histórias ficcionais.  
Minha foto
Éder S.P.V. Gonçalves
Oz, São Paulo, Brazil
Em uma cabana na montanha vive um monstro. A criatura selvagem é um ficcionista perigoso; escreve poema, romance e também conto. Em tom sério (e às vezes também com humor) fala sobre fantasia, mistério e terror. Mil hobbys ele tem; até desenvolvedor de jogos, podcaster e programador. De vez em quando se veste de humano e anda por cidades cinzentas só para saber como é viver em um cenário de horror. Este é um perigoso Ideário, pois é o caderno de anotações de um monstro polimático.