Postagens

Mostrando postagens de junho, 2022

Crônicas de um autor independente: esboçando uma capa com um dente de sabre

Imagem
Semana passada eu passei o feriado e o final de semana atualizando o sistema da empresa onde trabalho; e foi um processo mentalmente exaustivo devido a alguns problemas que ocorreram durante a atualização. Fazer o quê? São ossos do ofício. Mas felizmente tudo terminou bem, após passar quase 24 horas acordado realizando um procedimento monótono e repetitivo no último dia de atualização (de Domingo às 9 horas até segunda às 6 hs da manhã). Por isso infelizmente não pude aproveitar esses dias para adiantar muito do meu trabalho paralelo (minhas histórias, podcasts, jogos, etc). Mas ao menos eu pude começar alguns esboços de capa para minha nova estratégia de auto-publicação (estratégia essa sobre a qual escreverei um outro dia). Pensando bem, criar capas e esboçar imagens é um passatempo que eu consigo fazer bem quando estou usando minha mente em outra coisa. Por exemplo, quando estou em reunião no meu trabalho eu sempre acabo rabiscando algum desenho e esse processo me ajuda a me concent

Cavaleiro da Superlua de Morango

Imagem
Superlua de Morango no Santa Maria em Osasco, pertinho da rua dos Anhangás Descobri que a primeira lua cheia desse mês de junho é classificada como uma Superlua de morango. Eu tentei registrar esse fenômeno da melhor maneira que o meu limitado smartphone permite e o resultado é a foto no topo desse texto. Pesquisando sobre o assunto entendi que esse fenômeno chamado Super Lua significa que a Lua vai estar mais próxima do seu pirigeu (o ponto mais próximo da Terra durante sua órbita). Por isso no evento dessa semana a lua parecerá 14% maior e 30% mais brilhante para os terráqueos atentos. Já quanto ao "de morango" do nome tem a ver com uma questão histórica: na América do Norte esta a época da colheita de morango e por isso essa Lua cheia hipertrofiada recebe esse nome. Então essa questão não tem relação com a cor da Lua, que continuará branca como sempre. Ainda assim, não pude resistir a fazer uma graça com a imagem do Cavaleiro da Lua (personagem dia quadrinhos e agora série

Oitocentos Aromas de Devaneio: Os Demônios de Ergatan E4T1

Imagem
Em meio à escuridão eu vejo Os misteriosos andarilhos fazendo uso dos seus sortilégios Na mata em volta, aves e feras se exaltam O vulto espectral está mais próximo do que nunca Fiquem com o episódio de hoje: Oitocentos Aromas de Devaneio Esta história é a adaptação em áudio do Livro Os Demônios de Ergatan, disponível na versão física e digital. Dois andarilhos misteriosos vão até uma isolada vila pesqueira com a intenção de encontrar e eliminar o traidor de seu povo e cultura. Mas algo nefasto os espera neste remoto lugarejo. O espectro de Ádavus di Belusco Músicas utilizadas neste episódio: Dama-May - Primal Drive de Kevin MacLeod é licenciada de acordo com a licença Atribuição 4.0 da Creative Commons. https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ Fonte: http://incompetech.com/music/royalty-free/index.html?isrc=USUAN1200086 Artista: http://incompetech.com/ Intuit256 de Kevin MacLeod é licenciada de acordo com a licença Atribuição 4.0 da Creative Commons. https://creativecommons.

Um treino inesperado no domingo

Imagem
  Sábado foi dia de fazer a compra do mês, o que significa andar por horas e depois subir algumas sacolas pesadas para o apartamento no segundo andar pelas escadas (o condomínio onde moro não tem elevador): isso é praticamente um dia de atividade física com bastante farmer walk. Levei a maior parte das sacolas para o apartamento no fim de tarde. O céu estava bonito; uma cor azul intensa salpicada de nuvens brancas. Céu azul salpicado de nuvens brancas: é possível ver o reflexo pálido da lua crescente (mas só se você olhar muito atentamente) A Diana e a Michelly me ajudando com as compras Um risco no céu azul salpicado com nuvens; será um avião ou serão alienígenas? A Diana e a Michelly me ajudaram nessa empreitada (minha filha e sobrinha) enquanto a Lilian (minha esposa) preparava a comida no apartamento; pois almoçamos tarde nesse dia e mesmo após o almoço ainda tínhamos mais trabalho pela frente: buscar alguns itens em outro mercado, onde sempre é possível encontrar alguns itens com

Quote: um mundo ríspido e tenso

Imagem
Se o tempo para reunir as informações e chegar a uma conclusão for ficando cada vez mais curto (e se todos se transformarem em comentaristas de notícia ou críticos), o mundo vai se tornar ainda mais ríspido e tenso. Ou vai ficar muito perigoso. — "Romancista como vocação" de Haruki Murakami O espírito dos tempos modernos uma longa divagação sobre um mundo que se tornou ríspido e tenso Ao ler esse trecho de "Romancista como vocação" eu tive a impressão de que Haruki Murakami conseguiu resumir nessa frase o espírito de nossos tempos. Neste ano de 2022 podemos constatar que a população de internautas nos passa a impressão de que todos se transformaram em comentaristas e críticos detentores da verdade e podemos levantar alguns exemplos desse fato (vou citar alguns adiante). A verdade é a de que todos tornaram-se críticos encarregados de reagir às novidades quase que de forma instantânea ao surgimento destas novidades: sejam elas relacionadas à cultura pop, política, esp

Kettlebell para esquentar uma quarta nublada e fria

Imagem
Diana e eu começando a quarta Nesta quarta-feira o cansaço cobrou seu preço. Definitivamente não consegui seguir a planilha de treino à risca e desse modo não cobrei que a Diana o fizesse. Já quase desistindo do treino, resolvi fazer do dia de hoje um dia de descanso ativo, e com isso os exercícios que a Diana eu realizamos foram os seguintes: Kettlebell Jerk unilateral: 3 séries de 10 repetições Kettlebell Swing: 1 série de 10 repetições Giro do kettlebell ao redor do corpo: 15 giros no sentido horário e 15 giros no anti-horário Para a Diana eu ensinei um alongamento bom para a lombar, pois ontem a noite ela reclamou de dia na lombar. Eu já senti essas dores e sei que o alongamento e a correta execução dos exercícios do Girevoy Sport ajudam bastante. Vou deixar a Diana descansar amanhã e sábado pretendo ensinar outros alongamentos importantes para ela.

Quote: o número de vezes que precisamos concluir algo é bem menor do que imaginamos

Imagem
"Mas parece que o número de vezes que precisamos concluir algo é bem menor do que imaginamos, e digo isso por experiência própria. Até tenho a impressão de que, na verdade, nós não necessitamos tanto de conclusões, seja em curto seja em longo prazo." — citação de "Romancista como vocação" de Haruki Murakami De fato essa é uma lição que a maioria aprende com o tempo (quando aprende). Eu também já concluí coisas rápido demais e me arrependi do resultado depois. Hoje tento esperar um pouco mais para concluir as coisas, mas as vezes o mundo tenta nos pressionar para acelerarmos esse processo. Creio que uma arte a ser desenvolvida é a de postergar essas conclusões, mesmo que contrariando o mundo. Disponível na Amazon

Seguindo a minha planilha experimental de treinamento

Imagem
 A Diana e eu treinamos hoje seguindo a minha planilha experimental de treinamento. Hoje eu estava mais disposto que ontem. A Diana ainda parece não ter se recuperado completamente do treino de sábado e isso talvez seja um sinal de que após treinos pesados como o de sábado eu deva dar um descanso maior para ela. Talvez, ainda preciso pensar e estudar essa questão. Eu segui a planilha de treino que venho idealizando mentalmente desde de domingo e que esbocei ontem. O meu treino de hoje foi: Terça/Éder Ktb Clean unilateral (5 séries de 10 repetições por braço) Remada (5 séries de 10 repetições) Circuito Ktb em volta do corpo (1 séries de 10 repetições por lado) Agachamento (1 séries de 10 repetições) Flexão de braço (1 séries de 10 repetições) Quanto a Diana, ela executou o seguinte treino: Terça/Diana Ktb Clean unilateral (5 séries de 10 repetições por braço) Remada (5 séries de 10 repetições) Circuito Ktb em volta do corpo (1 séries de 10 repetições por lado) Como a Diana entrou nessa

O meu treino caseiro em uma segunda-feira de muita sonolência

Imagem
Eu pretendia apenas registrar o treino de hoje, para futura referência, mas estou suficientemente inspirado para fazer um reflexão sobre algumas coisas e que elas sirvam de referência futura para a minha filha (e para quem mais possa por ventura se interessar). Veja que eu chamo de "referência futura" e não conselho, pois não creio possuir o conhecimento necessário no assunto para dar conselhos, mas minhas reflexões tem alguma base para servirem ao menos de referência graças a minha experiência de vida. Hoje minha filha Diana e eu treinamos com nossos Kettlebells, apesar da sonolência típica da segunda-feira. Como ainda estávamos cansados do treino pesado que realizamos no sábado, nossa rotina foi um pouco mais leve hoje; mas nem por isso foi uma rotina fácil. Treinar em casa facilita muito a coisa toda; o simples fato de não ser necessário ir até uma academia nos faz ganhar um tempo muito precioso: basta acordar e começar o treino; ou quase isso. Claro, sou suspeito por ter

Esquentando o sábado com uma sessão de Farmer Walk e Kettlebells

Imagem
Fazendo pose pra foto Ha pouco mais de um mês minha rotina de exercícios mudou bastante. Após uma visita ao pediatra eu vi que teria que incluir minha filha na minha rotina de exercícios e, para que isso se tornasse viável eu teria que treinar de manhã e não à noite. Para ser mais exato, minhas sessões de treino estão começando agora entre 4:30 e 4:40 e vão até 5:10 ou 5:20. Eu sempre quiz treinar de manhã. Mas além de acordar já muito cedo por causa do trabalho (não vou dizer que trabalho longe de casa, mas a nossa pátria "amada" adora tornar qualquer distância um verdadeiro desafio), a verdade é que dá muita preguiça acordar de manhã para fazer qualquer coisa. Então por muitos anos; uma vida, eu sempre treinei de noite após chegar do trabalho. Talvez a única excessão para isso tenha sido os anos em que eu ia e voltava do trabalho de bicicleta (na verdade, eu fazia uma parte do trajeto de bicicleta; o que dava uns 10 a 12 km de manhã e mais 10 a 12 km à noite). Não sei se a

O Caminho do Guerreiro

Imagem
Há muito tempo li esse poema em Chonchu (obra de Kim Sung Jae, e Kim Byung Jin, sobre a qual deixo o vídeo de uma resenha no final do post) — aliás, este foi o primeiro manhwa a ser publicado no Brasil. Na época eu achei esse poema tão legal que digitei ele e fiz um wallpaper para a área de trabalho do meu computador do trabalho (de modo que eu pudesse ler ele sempre que eu quisesse).   Traduzo em uma palavra o meu sentimento em relação a este poema: Inspiração! Até hoje eu releio esse poema enquanto medito e sempre me lembro dele quando releio Musashi (alias, um dos livros que estou relendo neste momento). Abaixo segue o poema que, até onde eu pesquisei, é inspirado no Bushido (o código de conduta dos Samurais).   Eu não tinha pais... Eu adotei o céu e a terra como meus pais...   Eu não tinha casa... Eu adotei o estar consciente como minha casa...   Para mim não existia vida e morte... Eu adotei a respiração e a aspiração como vida e morte...   Eu não possuía meios... Eu adotei a comp
Minha foto
Éder S.P.V. Gonçalves
Oz, São Paulo, Brazil
Em uma cabana na montanha vive um monstro. A criatura selvagem é um ficcionista perigoso; escreve poema, romance e também conto. Em tom sério (e às vezes também com humor) fala sobre fantasia, mistério e terror. Mil hobbys ele tem; até desenvolvedor de jogos, podcaster e programador. De vez em quando se veste de humano e anda por cidades cinzentas só para saber como é viver em um cenário de horror. Este é um perigoso Ideário, pois é o caderno de anotações de um monstro polimático.