Buda e o Palácio da Memória

Templo Zulai em Cotia, SP

No último domingo (18/03/2012) o meu irmão Ériton e EU partimos em uma busca...

Meu irmão Ériton nas escadas de acesso ao pátio principal do templo
Meu irmão Ériton nas escadas de acesso ao pátio principal do templo

Esse sou eu perto da estátua de um buda meditando sobre um elefante
Esse sou eu perto da estátua de um buda meditando sobre um elefante

O Rato Letrado do meu irmão está as voltas com a construção de um “Palácio da Memória” para si. Ele me disse então que estava querendo usar um templo Budista como modelo. E como o Templo Budista mais próximo do mundo de OZ é o templo Zulai, nós partimos em busca das referências mentais de que ele precisava.

Templo Zulai em Cotia, SP

Eu, de minha parte, tinha planos menos objetivos em relação a esta incursão... Na verdade me contentaria em fotografar os macacos que volta e meia aparecem em meio às árvores do Templo.

Mas nenhum macaco apareceu!

Em compensação alguns esquilos resolveram dar as caras, e me renderam alguma referência para uso futuro... (Talvez para meu livro “O Governador das Masmorras” ou “Crônicas Meditativas de um Bibliomante Bebum”).

As fotos desta incursão vão render também alguma diversão após um tratamento digital.

Quem sabe uma próxima vez possamos postar algum conteúdo mais útil sobre o Templo Zulai.

Um esquilo correndo em playground de madeira do templo
Um esquilo correndo em playground de madeira do templo


Comentários

Populares

Personagens femininas, uma lista

Poema O Ogro Montês

Os Demônios de Ergatan: Uma verdade além da névoa da fantasia

Minha foto
Éder S.P.V. Gonçalves
Oz, São Paulo, Brazil
Em uma cabana na montanha vive um monstro. A criatura selvagem é um ficcionista perigoso; escreve poema, romance e também conto. Em tom sério (e às vezes também com humor) fala sobre fantasia, mistério e terror. Mil hobbys ele tem; até desenvolvedor de jogos, podcaster e programador. De vez em quando se veste de humano e anda por cidades cinzentas só para saber como é viver em um cenário de horror. Este é um perigoso Ideário, pois é o caderno de anotações de um monstro polimático.