A sede do viajante

O resumo desse poema gerou essa imagem no Wombo Art



Tu que procuras respostas...
Viaja para leste...
Na direção do fim do mundo...

Tu que procuras respotas...
Caminha sobre a terra...
Dando um passo após o outro...

Tu que procuras respostas...
Aos poucos seus passos farão o horizonte mudar...
E as respostas trarão novas perguntas...

Tu que procuras respostas...
Embrenhe-se nas fendas escuras que encontrar pelo caminho...
Pois nenhuma escuridão pode ser mais forte que a luz que te atrai no horizonte...

Tu que procuras respostas...
Eleve-se sobre os colossos rochosos que se colocarem entre tu e o horizonte...
Nenhuma parede pode ser maior que tua sede...

Tu que procuras respostas...
Saiba...
As respostas estão sempre LÁ e nunca AQUI...

Então mova-se...
Na direção do Fim do Mundo...
Até o Mundo Acabar...

Pois as respostas nunca serão o bastante para saciar sua sede...

(Ass.: O Bibliomante)

Comentários

Minha foto
Éder S.P.V. Gonçalves
Osasco, São Paulo, Brazil
Sou como Nero: Cupitor Impossibilium

Postagens mais visitadas deste blog

Os Demônios de Ergatan: Uma verdade além da névoa da fantasia

Personagens femininas, uma lista

Poema O Ogro Montês

Poema: Hoje é sexta-feira 13 e a lua está cheia

Testando o MidJourney para criar uma capa para a Rua dos Anhangás

O Fantasma da Opera está em todos nós

Diferença entre homens e mulheres

Como configurar os níveis de aprovação no app Meu RH da Totvs?

Quo placeat iusto sit amet voluptates a quis quibusdam.

Projeto Space Punkers: Retrospectiva 2022